Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias


Sustentabilidade muito além das políticas ecologicamente corretas

Janguiê Diniz - Mestre e Doutor em Direito – Reitor da UNIVERITAS - Centro Universitário Universus Veritas - Chanceler da UNG – Universidade de Guarulhos - Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional – janguie@sereducacional.com
Assessoria de Comunicação Por: 23/11/2017 - 16:49
Imagem mostra Janguiê Diniz sentado à mesa
Enxergar que o planeta precisa ser salvo vai muito além da solução dos contratempos
Quando olhamos para o mundo que nos cerca, é possível imaginar e aceitar que tudo o que vemos pode acabar? E quando me refiro ao fim, quero levantar a reflexão justamente para o esgotamento dos recursos naturais e não apenas para a escassez de todos os elementos utilizáveis da terra. 
 
De acordo com a Organização Meteorológica Mundial (OMN), o ano de 2017 está entre os três anos mais quentes desde que há registros - reflexo de um termo muito comum utilizado nos últimos anos chamado de 'aquecimento global', e que traz como consequência um clima propício a terremotos, inundações e secas. O assunto, que já foi consideravelmente discutido, está sendo base de estudos científicos apresentados na 23ª Conferência do Clima das Nações Unidas realizada até o dia 17 de novembro em Bona, na Alemanha, com a presença de membros de 196 países. 
 
Entre as constatações plausíveis que se pode fazer sobre todos esses acontecimentos climáticos, a sustentabilidade chega como forma rápida, direta e eficaz de combate aos fatores agressivos do nosso planeta. E quando me refiro ao termo sustentabilidade, reforço a ideia que ele vai muito além da economia de energia e água, da coleta seletiva e da reciclagem. Não se limita a entender que ser sustentável é diminuir a produção de resíduos e do uso de agrotóxicos, ou simplesmente preservar o meio ambiente. 
 
Adotar práticas ecologicamente corretas também inclui alternativas viáveis e diversas. Ou seja, a alimentação é um forte canal para desempenharmos hábitos saudáveis e conscientes. Alimentos naturais e orgânicos funcionam como válvulas propulsoras de um forte sistema que envolve a preservação do ar, do solo, da água e, sobretudo, da saúde. Desta forma, a sustentabilidade aplicada à alimentação se enquadra na sustentabilidade ambiental. Esta é a verdadeira ideia de que: precisamos descascar mais ao invés de desembrulhar. 
 
Além disso, engana-se quem pensa que a educação não tem muito a oferecer sobre o tema. Arrisco-me a dizer, inclusive, que ela é a maior e mais importante arma de prevenção e solução dos problemas que envolvem o esgotamento dos recursos naturais do nosso planeta. A diferença consiste na formação de uma sociedade que não vai apenas pensar em solucionar as questões já existentes que ameaçam a nossa sobrevivência, mas também na implementação de hábitos que irão prevenir e evitar que muitos problemas ambientais aconteçam. Enxergar que o planeta precisa ser salvo vai muito além da solução dos contratempos, ela se baseia principalmente na prevenção e na apropriação de hábitos conscientes. 

Comentários

Notícias


Mordida cruzada anterior: o que é e quando ela deve ser corrigida

A correção da deficiência de crescimento para frente do maxilar superior, usualmente, é realizada com aparelho ortopédico
Assessoria de Comunicação Por: Isabella Silveira 23/11/2017 - 15:44
Imagem mostra uma arcada dentária
A criança com mordida cruzada anterior deverá ser examinada por um ortodontista
A mordida cruzada anterior é uma das alterações de posicionamento dos dentes mais comuns entre crianças e adultos. O que caracteriza essa modificação é quando a arcada dentária superior (maxila) não se encaixa corretamente com a inferior (mandíbula), projetando o queixo da pessoa para frente e gerando um aspecto facial antiestético.
 
Segundo a especialista e professora do Programa de Mestrado em Ortodontia da Universidade UNG/UNIVERITAS, Fernanda Angelieri, a criança com mordida cruzada anterior deverá ser examinada por um ortodontista, sendo a recomendação da idade entre 4 e 5 anos. “O profissional verificará se esta mordida cruzada se deve à inclinação incorreta dos dentes anteriores, ou se é um problema dos ossos da face da criança”, explica.
 
A situação mais comum é o posicionamento do maxilar superior para trás, devido a uma deficiência de crescimento deste osso para frente. Normalmente, esta deficiência é genética e outros familiares poderão ter a mordida cruzada anterior, o que agrava ainda mais o quadro. A correção do fechamento das arcadas dentárias, usualmente, é realizada com aparelhos ortopédicos. "Eles são úteis para o tratamento ortodôntico em caso de desarmonia esquelética e devem ser utilizados entre 4 e 10 anos de idade. Quanto mais cedo for iniciado o tratamento, melhores as chances de correção óssea", reforça a especialista. 
 
Após os 10 anos, normalmente, o tratamento ortopédico não traz bons resultados, pois a maxila cresce pouco e já se encontra unida aos outros ossos da face da criança. A opção de tratamento depois dessa idade pode se restringir a cirurgias da mandíbula e maxila na idade adulta, com necessidade de anestesia geral e internação hospitalar.
 

 

Comentários

Notícias


Nova edição da Revista Computação Aplicada está disponível

Artigos voltados à Tecnologia da Informação propõe soluções de melhoria ao País
Assessoria de Comunicação Por: 23/11/2017 - 12:08 - Atualizado em: 23/11/2017 - 17:25
Imagem mostra capa da revista
Autores propõem o ressurgimento nas áreas de segurança da informação, na educação, no ensino e na pesquisa
Por José Lima
 
Em sua quarta edição, (v.4, n.1), a Revista Computação Aplicada da Universidade UNG traz quatro artigos voltados à área de Tecnologia da Informação em que os autores propõem o ressurgimento nas áreas de segurança da informação, na educação, no ensino e na pesquisa.  
 
O primeiro artigo, “Desenvolvimento de Aplicativo Com Uso das APIS do Google para Geração Bibliográfica para Ganho de Tempo em Produção de Textos Acadêmicos”, remete ao ganho de tempo na produção acadêmica por intermédio do uso da tecnologia, que auxilia na produção de um software ou de uma pesquisa. Já, o segundo artigo, “Estudo de Viabilidade do Uso de Arquitetura Orientada a Microserviços para Maximizar o reaproveitamento de código”, discute o importante estudo sobre o reaproveitamento do código em um altíssimo nível para maximizar o desenvolvimento de diversos aplicativos.
 
No terceiro artigo, “O Papel do Planejamento Estratégico Organizacional e da TI em Pequenas Empresas”, que remete a um importante estudo sobre a efetividade das ações da TI nas empresas como parceira do crescimento organizacional e não simplesmente uma ferramenta de consertos. E no quarto artigo, “Um Framework Transdisciplinar para a Gestão dos Processos da Fase de Projeto do Ciclo de Vida de Produtos em Missões Espaciais”, a transdisciplinaridade demonstra, com maestria, como a gestão de projetos deve compreender os diversos aspectos do desenvolvimento da tecnologia.
 
De acordo com o editor da Revista, Erwin Uhlmann,  “A proposta do periódico é de permitir o desenvolvimento de estudos com diversos temas voltados à área de tecnologia, cujo objetivo é de sempre trazer conteúdos que abrangem o conhecimento de profissionais e estudantes da área”, explica o professor, que também é coordenador do Laboratório de Computação Aplicada da Universidade UNG.
 
Encerrando a edição da Revista, a resenha “Sem Balas de Prata - Essência e acidentes de engenharia de software”, apresenta a tradução do lendário artigo original “No Silver Bullets” (Sem Balas de Prata) de Frederick P. Brooks Jr, que explica sobre o desenvolvimento do Software e é considerada uma literatura obrigatória para aos estudantes de tecnologia da Informação. Os interessados podem conferir a revista no link.
 

Comentários

Notícias


NEC da UNG auxilia na recolocação profissional

Estudante de Engenharia Química conquistou a primeira oportunidade na área
Assessoria de Imprensa Por: Isabella Silveira 23/11/2017 - 11:33
O estudante Rodrigo Caniato conseguiu estágio com o apoio do NEC
O estudante Rodrigo Caniato conseguiu estágio com o apoio do NEC
O estudante do 5º semestre do curso de Engenharia Química da Universidade UNG, Rodrigo Caniato Batista, conquistou uma vaga de estágio em uma empresa do ramo de lubrificantes, por intermédio do Núcleo de Empregabilidade e Carreiras (NEC). A contratação remete à proposta do Núcleo, que é de mediar o vínculo do aluno com uma empresa parceira da instituição. 
 
Para demonstrar o exemplo da mediação, o estudante Rodrigo recebeu uma ligação da empresa informando que, após a indicação dele feita pelo NEC, ele havia sido selecionado para preencher a vaga disponibilizada. 
 
Na opinião do estudante, o Núcleo representou uma porta de entrada no mercado de trabalho, já que ele está se dedicando a construção da sua carreira. “É meu primeiro estágio na área. Os demais empregos anteriores me fizeram crescer bastante e me auxiliaram a ser o que sou hoje, mas o foco era somente na área financeira. Neste estágio, meu objetivo é alcançar o crescimento pessoal, profissional e contribuir para o crescimento da empresa que me deu esta oportunidade”, ressalta.
 
De acordo com o analista de carreiras do NEC, Everton Machado dos Santos, “o portal de vagas da Instituição possibilita ao aluno adquirir uma vaga de estágio de acordo com a sua área de atuação. Lembrando que é sempre importante deixar o currículo atualizado e com informações claras e objetivas. Isso aumenta as chances de contratação”, conclui. 
 
Além da mediação de entrevistas, o NEC promove serviços de consultoria, orientação de carreiras, divulgação de vagas, cooperação para o desenvolvimento comportamental, eventos, palestras e oficinas. Os interessados em cadastrar seus currículos no banco de dados da UNG devem acessar o site: carreiras.sereducacional.com. Em caso de dúvida ou orientações, entre em contato pelo telefone (11) 2464-1783.

Comentários

Notícias


UNG promove palestra sobre Insulinoterapia em animais

O tema abordará aspectos sobre a atualização a respeito do tratamento realizado em cães
Assessoria de Comunicação Por: Isabella Silveira 22/11/2017 - 17:55 - Atualizado em: 22/11/2017 - 17:56
Imagem mostra cão recebendo dose de insulina
A palestra será ministrada por Alessandra Martins Vargas, colaboradora do setor Ciência e Inovação da Endocrinovet
O curso de Medicina Veterinária da Universidade UNG promoverá no dia 29 de novembro, às 19h45, palestra sobre Insulinoterapia em animais de pequeno porte (terapia com insulina em pets). O Diabetes Melitus é uma doença caracterizada pelo aumento de açúcar no sangue (hiperglicémia) e resulta de uma deficiência em produzir insulina suficiente para as necessidades do animal.
 
A palestra será ministrada por Alessandra Martins Vargas, colaboradora do setor Ciência e Inovação da Endocrinovet e coordenadora do curso de Especialização Endocrinologia e Metabologia em Pequenos Animais (Anclivepa - SP). A convidada possui experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em endocrinologia e metabologia, atuando principalmente no diagnóstico e tratamento de cães e gatos portadores de endocrinopatias.
 
De acordo com a coordenadora do curso de Medicina Veterinária da UNG, Angélica do R. C Silva, “a diabetes e a insulinoterapia são aspectos bastante importantes para a rotina da Clínica Médica de Pequenos Animais, sendo imprescindível a atualização deste conteúdo”.
 
O evento será voltado para estudantes e profissionais da área, e acontecerá no Anfiteatro C, do Campus Centro, localizado na Praça Tereza Cristina, 88, Guarulhos. Interessados não precisam fazer inscrição prévia. 
 

Comentários

Notícias


Congresso da UNG colocou em pauta o tema “Coaching e Sustentabilidade”

Segundo dia do I Congresso de Gestão e Sustentabilidade foi de conferências e minicursos que ampliaram os conhecimentos e conceitos dos participantes
Assessoria de Comunicação Por: Ana Campos 17/11/2017 - 18:55 - Atualizado em: 21/11/2017 - 09:26
O segundo dia do I Congresso de Gestão e Sustentabilidade, realizado pela Universidade UNG, no Teatro Adamastor, em Guarulhos, foi movimentado e repleto de atividades que promoveram a ampliação dos conhecimentos dos participantes. Pela manhã, conferências e trabalhos científicos estiveram em pauta. Já no período da tarde foi a vez da realização dos minicursos para o público presente.
 
O primeiro minicurso do evento, realizado às 14h, abordou o tema da Educação. O conferencista Celso Antunes frisou o sentido que a palavra conversar tem no dicionário. “Conversar é falar, é dizer... Conseguimos refletir que um gestor que deseja subir na carreira profissional precisa ter a consistência sobre ter três coisas: conversar, conversar e conversar. A arte de mudar é a arte de conversar”, disse. 
 
Wellington Rodrigues, bacharel e mestrando em Administração de Empresas e pós-graduado em Gestão de Pessoas pelo Mackenzie e em Docência para o Ensino Superior pela FGV, foi o palestrante seguinte. O convidado abordou o tema “Coaching e Sustentabilidade”, que teve Denise de Fátima Alonso, coordenadora do curso de Logística da UNG, como mediadora do debate. "Coaching é um processo que tem começo, meio e fim e que é utilizado para elevar a performance de um indivíduo, ajudando-o a desbloquear diversas áreas da sua vida. Já a sustentabilidade é o cuidado com as relações, é achar o equilíbrio necessário nas várias áreas da nossa vida", relatou Wellington. 
 
O Congresso segue com sua programação neste sábado (18). Em seu último dia, a programação começará às 9h e contará com mais conferências, minicursos e apresentações de trabalhos científicos.
 

Comentários

Notícias


UNIVERITAS promove Dia DOL para alunos

Palestra sobre Disciplinas On-Line conscientiza estudantes sobre importância das matérias
Assessoria de Comunicação Por: Bruna Victoria 17/11/2017 - 18:51 - Atualizado em: 17/11/2017 - 18:56
Evento do Dia DOL
Evento apresentou informações e ferramentas aos alunos

A UNIVERITAS — Centro Universitário Universus Veritas promoveu, nesta terça-feira (14), o Dia DOL, série de palestras que ensina o manejo das Disciplinas On-Line dentro do site da Instituição. O evento contou palestras nos turnos da manhã e da noite.

As primeiras atividades tiveram início às 10h, com palestra da tutora Natália Teixeira, que coordena toda a parte de Ensino a Distância da Instituição. A professora Carla Monnerat, do curso de Direito, também participou com uma exposição sobre a importância das Disciplinas On-Line, seguida pela professora Priscila Lima, também de Direito, que palestrou sobre o plágio e suas implicações em trabalhos acadêmicos.

Natália Teixeira, durante sua fala, mostrou aos alunos como o acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e ao Portal Acadêmico pode ser feito de maneira simples; ela também apresentou vídeos informativos sobre os canais de atendimento ao aluno. Segundo a coordenadora e professora , a organização desse evento é produtiva ao aluno: “As Disciplinas On-Line criam senso de responsabilidade ao aluno, que precisa cumprir metas e prazos. Além disso, é mais um canal de ensino interativo, o que engaja ainda mais o jovem universitário.”

Para a aluna de Gestão Comercial Misangêla Lima, as palestras foram esclarecedoras: “As ferramentas disponíveis no portal do aluno me preparam também para o mundo corporativo, onde tudo é feito pela por sistemas informatizados.”

À noite, a professora Ana Cláudia Maia, do curso de Publicidade, palestrou sobre a importância das disciplinas. Após sua fala, ela foi seguida pela professora Priscila Lima e pela tutora Natália, que repetiram suas palestras da manhã. 

Comentários

Notícias


UNG abre inscrições para Bolsas de Iniciação Científica

Os projetos recebidos serão selecionados pelo Comitê de Pesquisa da Instituição
Assessoria de Imprensa Por: Isabella Silveira 17/11/2017 - 18:33
Nesta edição, serão ofertadas 20 bolsas de estudos financiadas pelo próprio Grupo Ser Educacional
Nesta edição, serão ofertadas 20 bolsas de estudos financiadas pelo próprio Grupo Ser Educacional
Visando estimular e fortalecer a pesquisa científica desenvolvida pelos alunos de graduação, o Comitê de Pesquisa da Universidade UNG divulga o edital de abertura do processo seletivo para o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), que iniciará no primeiro semestre de 2018. O programa busca proporcionar ao aluno a aprendizagem de técnicas e métodos científicos, bem como estimular o desenvolvimento do pensar cientificamente e da criatividade.
 
Nesta edição, serão ofertadas 20 bolsas de estudos financiadas pelo próprio Grupo Ser Educacional, com vigência de 12 meses. O período de inscrições será de 1 a 22 de dezembro de 2017 e a divulgação dos resultados ocorrerá no dia 8 de fevereiro de 2018. Os projetos recebidos serão selecionados pelo Comitê de Pesquisa da Instituição.
 
De acordo com Fabrício Bau Dalmas, coordenador do Comitê de Pesquisa da UNG, os objetivos do PIBIC vão muito além de preparar estudantes para seguirem a vida acadêmica, pois nem todos seguirão nessa linha. “Nosso propósito, além de despertar a vocação científica e incentivar novos talentos, visa estimular o senso crítico dos nossos alunos para a formação de recursos humanos que se dedicarão a qualquer atividade profissional”, explica o professor.
 
As informações sobre os requisitos do aluno, orientador, projeto de pesquisa e documentação necessária para inscrição estão especificadas no edital. Orientações adicionais podem ser obtidas pelo e-mail cpesquisa@ung.br, ou pessoalmente na Secretaria de Pesquisa, localizada na Praça Tereza Cristina, 229, Centro, Guarulhos. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h30 e das 14h às 17h.
 
 
 
Serviço:
Período de Inscrições: De 1 a 22 de dezembro de 2017
Divulgação dos resultados: 8 de fevereiro de 2018
Informações: cpesquisa@ung.br
Local: Secretaria de Pesquisa, Praça Tereza Cristina, 229, Centro, Guarulhos de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h30 e das 14h às 17h.
Documentação: Edital, Formulário de Inscrição e Declaração do Orientador.
 

Comentários

Documentos


Formulário de Inscrição

Por: Mirella Ribeiro 17/11/2017 - 18:30

Comentários

Documentos


Declaração do Orientador

Por: Mirella Ribeiro 17/11/2017 - 18:30

Comentários

Páginas