Clicky

Selecione a cidade
4020-9734

Notícias › Educação


Dia da escola: conheça métodos de ensino diferentes do tradicional

Por: 13/03/2020 - 17:09 - Atualizado em: 15/03/2020 - 09:00

Ler, escrever, socializar... A escola se tornou de suma importância na formação do ser humano. Por isso, neste domingo (15), é celebrado o Dia da Escola no Brasil. Na maioria das instituições, o método de ensino, que são as ações empregadas pelo professor ou pedagogo em sala de aula, é o tradicional. Nesta metodologia, o professor é o agente ativo no processo de ensino-aprendizagem, repassando todo seu conhecimento para os alunos. No entanto, algumas instituições optam por métodos distintos do tradicional. Conheça alguns abaixo:

 

Sociointeracionista

Criado pelo pedagogo bielorruso Lev Semyonovich Vygotsky, o método Sociointeracionista prega que o educador em sala de aula deve promover o desenvolvimento dos alunos, tendo como base experiências de seu cotidiano. 

No Recife, o Colégio Motivo tem como base a "concepção filosófica de conhecimento", como Rosa Farias, Componente do Grupo de Apoio Pedagógico da instituição, prefere descrever. "O aluno aprende com a mediação do adulto, aprende com os pais, com a organização. Ele não tem uma metodologia, ele tem uma concepção de como o sujeito aprende", explica Rosa. 

Márcia Siqueira, também componente do Grupo de Apoio Pedagógico e diretora de uma das filiais da instituição, explica como o professor é orientado a se portar em sala de aula: "A gente sempre está partindo das experiências sociais que envolvem as crianças. O objetivo é fazer com que aluno perceba que ele não aprende só. O professor tem um objetivo, é óbvio. Então, ele já tem algo planejado. O professor irá levar a parte teórica, mas o que a gente preza é que ele primeiro, dentro do grupo, questione e saiba o que o aluno já sabe sobre o assunto, para haver trocas de conhecimento e discussões. A partir disso, o professor pega o que ele sabe e direciona para dar um contexto formal", explicou.

Para Julieta Maranhão, também pedagoga da instituição, por estar envolvido diretamente no processo de ensino, o aluno aprende com mais facilidade. "Acho que a primeira vantagem é ele sentir pertencente ao processo de aprendizado dele. Ele ter a noção que não é apenas um mero receptor, ele constrói junto. Faz uma grande diferença", evidencia.

 

Pedagogia Waldorf

Iniciada na Alemanha, em 1919, a Pedagogia Waldorf foi criado pelo austríaco Rudolf Steiner. Entre seus fundamentos, a pedagogia prega que cada criança é única e que os alunos têm formas e tempo diferentes de aprendizados. Em funcionamento desde de 1999, a Escola Walford Recife conta ensino infantil até o fundamental. Segundo Maria Júlia Sette, professora da instituição e jornalista, a diferença entre o modelo e os outros métodos é a humanização. 

"A pedagogia Waldorf olha muito para o ser humano. O que tem de humano na criança. Não é uma escola que vai preparar, unicamente, a criança para o mercado de trabalho. Muitas instituições têm o currículo muito carregado, voltado para o ambiente competitivo. Às vezes, a criança consegue dar conta de uma prova, ela decora e estuda rápido. Se você for conversar depois com essa criança, o assunto não se sedimenta dentro da criança. A nossa perspectiva é a do professor apresentar o mundo para criança, porque a matemática, o português fazem parte do mundo", afirmou. 

As diferenças não só se resume à didática em aula. O funcionamento da instituição também se diferencia das demais. Primeiramente, a escola é uma associação sem fins lucrativos. Sendo assim, ela conta com um conselho gestor, que é formado pela representação dos pais, professores e da própria associação, que são os fundadores da associação.

"É uma escola associativa, sem fins-lucrativos. Tem um conselho gestor, que é como se fosse a  representação da escola e conta com representação de pais, de professores e da própria associação, porque foi quem fundou a escola", explica a professora.

 

Método Montessori

O método Montessori é o nome dado ao conjunto de teorias, práticas e materiais didáticos criados pela educadora e médica italiana Maria Montessori. De acordo com as teorias do método, o ponto mais importante é a possibilidade criada pela utilização dele de se libertar a verdadeira natureza do indivíduo para que a educação se desenvolva com base na evolução da criança. 

De acordo com a teoria da autora, há seis pilares educacionais no Montessori: autoeducação, educação como ciência, educação cósmica, ambiente preparado, adulto preparado e criança equilibrada. 

Autoeducação é a capacidade do individual da criança para aprender. Educação cósmica é a forma ideal de auxiliar a criança a compreender o mundo. Educação como ciência é a maneira de compreender a criança e o fenômeno de educativo. Ambiente preparado é o local onde a criança desenvolve sua autonomia e entende sua liberdade. Adulto preparado é o profissional que auxilia a criança em seu desenvolvimento, no caso, o "professor". Criança equilibrada é o aluno em seu princípio de desenvolvimento natural.

 

Comentários